Épico Restaurante
Fazer cozinhar grelhar o bife perfeito

Pontos Da Carne: Como Cozinhar Um Bife Perfeito?

Saiba quais são os principais requisitos para que a sua carne fique ‘no ponto’!

Várias vezes ouvimos falar sobre o ‘ponto da carne‘. Mas, afinal, qual é o segredo para que a carne fique ao gosto de todos? A resposta a esta pergunta é simples… não há! 

É possível, sim – e absolutamente essencial, diga-se – conhecer os diferentes ‘pontos’ existentes (são seis) e garantir que a carne fica ao gosto de cada cliente conforme a sua preferência. Siga os seguintes passos e terá tudo para servir a melhor carne aos seus convidados e/ou clientes. 

Qualidade Da Carne
Créditos da imagem: Black Canyon Angus Beef

Este passo não deve ser ignorado. A qualidade da carne afetará todo o restante processo. Por mais que siga todos estes passos, se a carne não tiver a devida qualidade, não obterá resultados. O Épico Restaurante utiliza carne da raça arouquesa (suculenta, ligeiramente húmida e bastante saborosa – da região de Arouca) e Black Angus da Irlanda (carne extremamente macia e notável pelo seu sabor). O leitor deverá, também, escolher cuidadosamente o tipo de carne para garantir que tem a qualidade pretendida.

Nota: é importante relembrar que os passos seguintes estarão totalmente dependentes da qualidade da carne que utiliza.

Os Pontos Da Carne

Os cinco principais pontos da carne que deve conhecer são: selada, mal passada, ao ponto para malao ponto, ao ponto para bem e bem passada. Abordaremos, então, cada um dos pontos individualmente:

Selada
cozinhar bons bifes
Créditos da imagem: Blog Cidade Canção

Tempo ideal na grelha: 1 minuto (30 segundos de cada lado)

Considerado o ponto preferido dos amantes da carne vermelha, a carne praticamente não sofre alterações, mantendo a sua estrutura macia. O grelhador deve estar bem quente antes da carne entrar em contacto com o fogo. 

A carne deve ser sempre selada perto da brasa, de modo a preservar a sua suculência – o contacto direto com o calor forte e intenso ajuda a ‘distribuir’ o líquido da carne. Quanto menos tempo ficar no grelhador, menos suculência a carne perderá.

Nota: aconselhamos que a carne seja sempre selada, independentemente do ponto escolhido. Tal como explicamos acima, preserva a suculência da carne.

Mal Passada
Créditos da imagem: IzzyCooking

Tempo ideal na grelha: 2 minutos (1 minuto de cada lado)

Neste ponto continua a predominar o vermelho vivo no interior, visto que a carne mantém grande parte dos sucos. Por sua vez, na superfície já se notam diferenças, ficando a carne bem grelhada por fora. 

Ao Ponto Para Mal
Créditos da imagem: Taste of Home

Tempo ideal na grelha: 3 minutos (1 minuto e meio de cada lado)

Este ponto, também conhecido pela sua designação inglesa medium rare, é parecido com o ponto mal passado. O centro permanece vermelho vivo, embora não tão elástico ao tocar. No entanto, a superfície apresenta-se visivelmente mais cozida.

Ao Ponto
como cozinhar um bife perfeito
Créditos da imagem: How To Cook.Recipes

Tempo ideal na grelha: 4 minutos (2 minutos de cada lado)

Saiba que, por norma, este é o ponto consensual habitualmente servido caso os seus convidados ou clientes não se manifestem. Caso não tenha informação sobre os gostos de quem vai servir, escolha ‘ao ponto’ – não falhará por muito.

A estrutura da carne está totalmente alterada, a carne firme com a superfície caramelizada. O interior ainda mantém o seu aspeto rosado, embora já não esteja vermelho vivo como nos pontos anteriores. Porém, as bordas estão mais cozidas do que no ponto ‘ao ponto para mal’.

Ao Ponto Para Bem
como cozinhar bifes
Créditos da imagem: Certified Angus Beef

Tempo ideal na grelha: 5 minutos (2 minutos e meio de cada lado)

Também conhecido como medium well em inglês, neste ponto verifica-se um rosa opaco no interior. Nesta fase, pouca suculência resta e a carne encontra-se muito mais dura ao toque. Quanto ao exterior, está já completamente cozinhado.

Bem Passada
como cozinhar um bom bife
Créditos da imagem: Eater

Tempo ideal na grelha: 7 minutos (3 minutos e meio de cada lado)

Enquanto no ponto ‘ao ponto para bem’ a carne está totalmente cozinhada no exterior mas ainda mantém o interior ligeiramente cozinhado, aqui está completamente cozinhada por dentro e por fora. É um ponto relativamente difícil de alcançar, pois é essencial que a carne fique bem tostada, mas não queimada.

Conforme pode ver na imagem acima, não resta praticamente qualquer suculência. Logo, é crucial que a carne seja selada o mais perto da brasa possível, de modo a que fique um pouco menos seca – ainda assim, a carne bem passada será sempre mais seca, inevitavelmente.

Outras Dicas

Após abordarmos cada um dos pontos da carne, é essencial verificarmos uns últimos aspetos, não menos importantes. Muitas pessoas cometem o erro de retirar a carne pouco tempo antes de a cozinhar. É um erro tremendo – a carne deve ser retirada do frio entre 20 a 60 minutos antes de ser cozinhada para que não fique dura, como Gordon Ramsay menciona neste vídeo no seu canal de YouTube

Antes de colocar a carne ou qualquer outro ingrediente na grelha ou frigideira, aqueça-a e deixe a superfície ficar bem quente. Só depois deve começar a cozinhar!

Nunca, mas mesmo nunca, vire a carne com um garfo! É um erro comum que acaba por manchar o resultado final. Isso acontece porque o garfo fura a carne e retira-lhe sucos, tornando-a mais rija. Em alternativa, use outro utensílio – uma pinça, por exemplo.

O descanso torna a carne mais tenra e suculenta. Esta regra é desrespeitada e até mesmo desconhecida por muitos, mas a carne deve repousar cerca de 5 minutos após sair do fogo. Não a sirva, não a corte, nem lhe toque! Este repouso vai permitir com que os sucos se espalhem, resultando num bife absolutamente… épico!

Post a Comment

Restaurante Épico,
Rua Dr. Ernesto Soares dos Reis, 122,
3720-256 Oliveira de Azeméis

968 158 606

(Chamada para a rede móvel nacional)

Horário:

Segunda, Terça e Quinta
12:00 – 15:00
19:00 – 23:00

Sexta e Sábado
12:00 – 15:00
19:00 – 24:00

Domingo
12:00 – 15:00

Quarta
Encerrado

Siga-nos!